Contratação de Escola 2020-2021

Aviso de Abertura de Concurso

Horário n.º 48 – Grupo de Recrutamento 320 – Francês

Para consulta do documento, clique aqui

Contratação de Escola 2020-2021

Lista Ordenada Final dos Candidatos

Horário n.º 46 – Grupo de Recrutamento 420 – Geografia

Para consulta do documento, clique aqui

Contratação de Escola 2020-2021

Lista Ordenada Final dos Candidatos

Horário n.º 45 – Grupo de Recrutamento 410 – Filosofia

Para consulta do documento, clique aqui

Contratação de Escola 2020-2021

Aviso de Abertura de Concurso

Horário n.º 46 – Grupo de Recrutamento 420 – Geografia

Para consulta do documento, clique aqui

Contratação de Escola 2020-2021

Aviso de Abertura de Concurso

Horário n.º 45 – Grupo de Recrutamento 410 – Filosofia

Para consulta do documento, clique aqui

Ser pai / mãe de um adolescente em plena pandemia

A família pode ter um papel importante no apoio aos jovens ajudando-os a lidar de forma menos dolorosa com o isolamento social e com as emoções associadas.

A covid-19 chegou a Portugal há cerca de um ano e trouxe várias mudanças nas rotinas, nas atividades escolares, nos estilos de vida, nas relações com familiares e amigos e nos cuidados de saúde dos adolescentes. Enquanto as crianças mais novas mostram-se mais entusiasmadas com a presença e atenção dos pais 24 horas por dia, os adolescentes tendem a ter outra perspetiva, sentindo-se isolados dos amigos e da família alargada e frustrados com a perda das suas atividades regulares. O impacto destas alterações nas suas vidas refletiu-se em áreas essenciais como o sono, a alimentação e o seu estado de humor causando tristeza, oscilações no humor, preocupação e irritabilidade mais acentuada comparativamente ao que acontecia anteriormente.

A família pode ter um papel importante no apoio a estes jovens, ajudando-os a lidar de forma menos dolorosa com o isolamento social e com as emoções associadas.

Ser empático com os sentimentos do adolescente

É importante manter uma relação próxima com conversas regulares reconhecendo como deve ser frustrante para eles se separarem dos amigos e das suas atividades habituais. Seja um bom ouvinte e valide os sentimentos do seu filho, ajude-o a encontrar formas de os expressar e de tornar esta situação mais fácil, como por exemplo, escrevendo ou identificando uma música que reflita aquilo que sente.

Falar sobre a importância do distanciamento social

O isolamento em relação aos amigos pode ser o maior desafio para o adolescente e isso pode dificultar a sua adesão ao distanciamento social. Os adolescentes tendem a sentirem-se invencíveis, convencendo-se que o coronavírus não é tão problemático para sua faixa etária quanto para as pessoas mais velhas.

Ajude o adolescente a compreender que a covid-19 afeta pessoas de diferentes faixas etárias e que contrair o vírus pode ser muito perigoso tanto para ele como para o resto da família.

Salientar as características positivas do seu filho

Procure apoiar o jovem salientando os seus pontos fortes e como pode usá-los para adaptar-se melhor e até ajudar quem precisa. Isto fortalece a sua autoconfiança e a capacidade de enfrentar os desafios da vida. Um adolescente que conheço tem-se dedicado a fazer vídeos para ensinar as crianças e jovens a lidar com a covid-19 e isto fá-lo sentir-se útil e admirado pelos seus colegas.

Mostrar compreensão pela frustração do seu filho por não poder estar com os amigos

Os amigos são extremamente importantes para os adolescentes e nesta fase de desenvolvimento, de facto eles deveriam estar a estabelecer laços com os seus colegas. Flexibilizar as regras sobre o tempo gasto nas redes sociais, por exemplo, ajudará a compensar o tempo de socialização perdido com o fechamento das escolas. Ajude o seu filho a ser criativos sobre novas formas de interagir com seus amigos socialmente.

Dar apoio nas aulas à distância aos jovens que precisarem

Os adolescentes gostam da sua independência e os mais velhos podem ter mais facilidade em acompanhar as aulas remotas. Porém, os mais novos e especialmente aqueles com problemas de aprendizagem, hiperatividade com défice de atenção ou dificuldades de organização, esta forma de ter aulas pode ser um grande desafio e os pais podem ajudar, sem ser necessário um tipo de apoio mais intenso, semelhante àquele dado aos mais novos.

Os pais podem criar com o jovem um horário realista para fazer as atividades escolares, incluindo intervalos para a socialização, os exercícios físicos e o divertimento.

Encontrar atividades para fazerem juntos

Considere ter uma atividade regular em família, como as refeições, ver um filme à noite ou fazer caminhadas. Envolva o seu filho na realização de uma lista de atividades que gostaria de fazer para lhe dar um sentido de controlo e ao mesmo tempo aproximá-lo da família.

Mostrar-se confiante em relação à capacidade do seu filho de lidar com a situação

Lembre-se de que estamos a viver um momento particular e que é preciso relativizar algumas coisas. Provavelmente a aprendizagem do seu filho não será tão eficaz quanto na escola, mas pode tornar-se melhor com o tempo.

Os adolescentes passam por altos e baixos emocionais e é natural quererem estar mais tempo sozinhos. Isto é esperado, mas não deve ser exagerado. Caso sinta o seu filho mais irritado e agressivo quando alguém tenta aproximar-se, está muito isolado, com dificuldades de sono, de alimentação ou perdeu o interesse em atividades que antes lhe davam prazer procure ajuda de um profissional de saúde.

Texto de Vera Ramalho

Contratação de Escola 2020-2021

Aviso de Abertura de Concurso

Horário n.º 43 – Grupo de Recrutamento 320 – Francês

Para consulta do documento, clique aqui

Contratação de Escola 2020-2021

Lista Ordenada Final dos Candidatos

Horário n.º 42 – Grupo de Recrutamento 550 – Informática

Para consulta do documento, clique aqui

Contratação de Escola 2020-2021

Lista Ordenada Final dos Candidatos

Horário n.º 41 – Grupo de Recrutamento 410 – Filosofia

Para consulta do documento, clique aqui

Contratação de Escola 2020-2021

Aviso de Abertura de Concurso

Horário n.º 41 – Grupo de Recrutamento 410 – Filosofia

Para consulta do documento, clique aqui