«

»

Ago 02

MOCHILA SOLIDÁRIA

Como já foi noticiado na página do Agrupamento de Escolas D. Maria II, os alunos de Artes dos 10.º e 11.º anos de escolaridade participaram nesta campanha solidária denominada “MOCHILA ESPERANÇA” em colaboração com instituições como a SIC Esperança, a FUNDAÇÃO EDP, e outras, tendo-se organizado e disponibilizado generosamente para dar o seu contributo em prol das populações mais atingidas pelo ciclone IDAI.

Esse exemplo de boa vontade, traduziu-se na angariação de 4 unidades (mochilas completas) com produtos vários de primeira necessidade entre os quais se destacam: sabão, tachos, colheres e garfos, atum, arroz, massas, grão, camisolas de algodão, etc.

O texto abaixo faz parte de um comunicado interno divulgado internamente na Fundação EDP para dar conhecimento da chegada dos produtos ao seu destino, informação que chegou até nós através da mesma fonte que nos convidou a participar: um colaborador desta Fundação.

Agradeço, verdadeiramente reconhecida e emocionada, aos meus alunos das turmas acima referidas, pelo seu gesto humanitário.

O meu muito obrigada, para eles.

Professora Celeste Gonçalinho

“Uma equipa constituída por alguns dos parceiros que se juntaram à Associação APOIAR na campanha Apoiar Moçambique estiveram esta semana no Dondo, na província de Sofala, a distribuir as mais de cinco mil Mochilas Esperança angariadas.

Poucos dias após a passagem do ciclone Idai ter devastado a região da Beira, em Moçambique, em março deste ano, a EDP associou-se ao Movimento Apoiar Moçambique, da SIC Esperança, para promover uma recolha de bens essenciais para ajudar as famílias mais afetadas pelo desastre.

Foi assim desenhado um plano de ação pelo Programa de Voluntariado da EDP, em colaboração com a EDP Imobiliária, o qual contou com o apoio de mais de 50 focal points e de toda a equipa de gestores de instalações, de Norte a Sul do país. 

Cerca de três mil colaboradores responderam ao apelo, juntamente com familiares e amigos, e juntos conseguimos angariar os bens necessários para 2.100 mochilas, e ainda, utensílios para cozinhar, bens alimentares não perecíveis, medicamentos e roupa de adulto e criança. O nosso contributo já foi distribuído a 2.100 famílias e vai beneficiar um total de 12.600 pessoas.”