Mar 12

Gestos com o coração

Ser solidário é ter o coração no lugar certo. É saber dar para acrescentar e saber ver para ajudar.

Os nossos alunos do 4.º A da EB1/JI de Vale Mourão tiveram, juntamente com a professora, a iniciativa de fazer uma campanha especial. Divulgaram a ideia e levaram-na a bom porto. Com a ajuda de toda a comunidade escolar recolheram roupas e brinquedos para uma instituição de Rio de Mouro.

O resultado foram sacos e sacos cheios com o objetivo de colorir outras vidas.

É também com estes gestos que se fazem a escola: ajudar para acrescentar!

E os nossos alunos tiveram um doce coração!

Veja as fotos aqui

Mar 10

Contratação de Escola 2016-2017

Aviso de Abertura de Concurso

Horário n.º 30 – Grupo de Recrutamento 300 – Português

Para consulta do documento, clique aqui

Mar 10

Exposição: Explorar o Sistema Solar

No livro Cosmos de Carl Sagan podemos ler várias passagens que se relacionam com o desejo da Humanidade em explorar o Espaço, em explorar o Cosmos.

Segundo esse escritor os nossos antepassados estavam ansiosos por compreender o mundo, mas ainda não tinham dado com o método. Imaginavam um universo pequeno, fabuloso e bem ordenado no qual as forças dominantes eram os deuses.

Com a evolução da Ciência e da Tecnologia, atualmente, sabemos que não é assim. Carl Sagan refere que o Cosmos é tudo o que existe, existiu ou existirá. A mais insignificante contemplação do Cosmos emociona-nos, provoca-nos um arrepio, embarga-nos a voz, causa-nos a sensação suave de uma recordação distante. Sabemos que nos estamos a aproximar do maior dos mistérios.

O tamanho e a idade do Cosmos ultrapassam a comum compreensão humana. Perdida algures entre a imensidão e a eternidade fica a nossa minúscula casa planetária, o Planeta Azul, o Planeta Terra repleto de maravilhas, variedade de espécies e potencialidades. Este planeta precioso faz parte do Sistema Solar que se encontra na galáxia Via Láctea.

O realizador do filme Avatar, James Cameron, numa entrevista após a apresentação do filme referiu que a Humanidade tem o sonho de explorar e conhecer o Cosmos à procura de riquezas, novos materiais e outros planetas com condições para a existência de vida. Contudo, ele chama a atenção dizendo que antes de sairmos da nossa zona de conforto temos a obrigação e a responsabilidade de cuidar do terceiro rochedo depois do Sol, usar os seus recursos de um modo inteligente e sustentável pensando na herança que se vai deixar às gerações vindouras.

Os professores do Grupo 510, Física e Química, organizaram e montaram, com a colaboração do professor António Silvano do Grupo 600, Artes Visuais, uma exposição no âmbito da Astronomia, denominada “Explorar o Sistema Solar”. Está localizada no pavilhão H, na escola sede do Agrupamento de Escolas D. Maria II.

Para todos que tenham curiosidade na temática fica aqui o convite para visitar a exposição.

Professores do Grupo 510

Veja as fotos aqui

Mar 10

Visita de Estudo ao Jardim de Infância Cacém n.º 1

Para crescer harmoniosamente, e com saúde, uma criança precisa de outras crianças e de um espaço capaz de lhe proporcionar experiências gratificantes e enriquecedoras a nível do seu próprio desenvolvimento.

A partir de uma certa idade (3/4 anos) é fundamental para o desenvolvimento da criança que esta ingresse num espaço educativo, no qual poderá continuar a desenvolver as suas inúmeras capacidades através de experiências diferentes das que vive em casa. No Jardim de Infância as crianças vão ter a possibilidade de desenvolverem ao máximo as suas competências sociais, estéticas, afectivas, cognitivas, motoras, linguísticas e manipulativas. Aprendem a lidar com a diferença.

Com o intuito de entender a relação entre esta etapa da vida escolar e os conteúdos modulares da disciplina de Saúde: “cuidados na saúde infantil”, 11 jovens formandos do 3.º do Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde, puderam comprovar, in loco, na passada 5.ª feira, dia 9 de março, a importância que o Jardim de Infância Cacém n.º 1 tem na vida das suas 88 crianças inscritas e como as Educadoras e as Assistentes Operacionais despertaram a curiosidade e o interesse, através de um ambiente rico em estímulos e oportunidades de agir.

A turma do 3.º PTAS agradece à Educadora Célia esta oportunidade de visita e ainda a partilha de informações tão relevantes para suas vidas futuras.

Veja as fotos aqui

Mar 08

O Carnaval no Agrupamento de Escolas D. Maria II

Foi com o mote super heróis que as crianças e alunos dos Jardins de Infância e Escolas do 1.º Ciclo saíram à rua no dia 24 de fevereiro.

Não faltaram homens-aranha, super-homens, bombeiros, polícias, entre outros, que encheram de alegria as ruas do Cacém.

Contámos ainda com a presença de muitos pais e encarregados de educação que nos acompanharam durante todo o desfile.

Veja as fotos aqui

Mar 08

O Jardim de Infância Cacém n.º 1 recebeu jovens do CECD de Mira-Sintra

“Não há, não

Duas folhas iguais em toda a criação,

Ou nervura a menos ou células a mais,

Não há de certeza, duas folhas iguais.”

                                     António Gedeão

Porque somos todos diferentes, um grupo de jovens do CECD de Mira-Sintra deslocou-se ao Jardim de Infância para partilhar duas canções, bem conhecidas das crianças, em língua gestual.

“O balão do João” e “Os cinco macaquinhos” ganharam outra alegria e confrontaram diferentes sucessos e limitações de forma a que todos juntos participaram o mais plenamente possível independentemente das capacidades, promovendo uma verdadeira de oportunidades, baseada nos princípios da inclusão, através da musica.

Bem haja queridos amigos! Voltem sempre!

Veja as fotos aqui

Mar 08

VISITA À CASA DA CULTURA LÍVIO DE MORAIS

As crianças do Jardim de Infância Cacém n.º1 participaram em jogos tradicionais e realizaram a caça ao livro “O Cavaleiro do Monte da Lua”, na casa da Cultura, em Mira-Sintra.

A caça ao livro foi realizada através de pistas que permitiam às crianças conhecerem os diferentes espaços e as pessoas que se movem na Casa da Cultura e as diversas atividades que têm à disposição da comunidade.

Tiveram oportunidade de apreciar uma exposição da artista Carla Beltrão e, depois de encontrado o livro, ouvir a bela história do Cavaleiro e dos seus sonhos que os transportaram, de uma forma singela, para a beleza dos palácios e dos castelos da vila de Sintra e de alguns personagens da história de Portugal entre eles, D. Afonso Henriques, Vasco da Gama, Camões…

Quão gratificante é verificar, nos registos gráficos, os pormenores que aqueles alunos retêm ao projetá-los, para o papel, com a leveza de verdadeiros artistas!

Veja as fotos aqui

Mar 08

Atividades de articulação – Jardim de Infância Cacém n.º 1/ Escola Básica e Secundária de Gama Barros

Uma vez mais as crianças do Jardim de Infância Cacém n.º1 tiveram o privilégio de contatar com a professora de físico-química, Angelina Fortes, que se prontificou a realizar algumas experiências sobre a água e outros conceitos.

Munida de instrumentos e de objetos apelativos, a manhã decorreu de uma forma entusiasta e cheia de curiosidades.

No final tudo pareceu tão fácil e as aprendizagens foram registadas graficamente, tendo a professora Angelina sido presenteada com algumas delas.

“A água está sempre a movimentar-se entre o mar, a atmosfera, a terra e os rios e lagos, em três estados diferentes. Esta circulação da água chama-se ciclo da água.”

Obrigada professora Angelina pela lição sobre a água de António Gedeão e por nos ter dado Arquimedes a conhecer!

Veja as fotos aqui

Mar 08

4.ºC da EB1 Ribeiro de Carvalho assistiu ao filme “A vida secreta dos nossos bichos”

No dia 10 de fevereiro de 2017, o 4.ºC da EB1 Ribeiro de Carvalho deslocou-se ao Auditório da Escola Básica e Secundária de Gama Barros, escola sede do Agrupamento, para o visionamento do filme “A vida secreta dos nossos bichos ”. À entrada da “sala de cinema” os alunos receberam uns bilhetes que também serviram de recordação daquele dia.

O filme abordou uma lição de vida que agradou e sensibilizou os alunos relativamente à amizade.

Como resultado da sensibilização os alunos elaboraram um canteiro sobre o filme que ficou giríssimo! Arranjaram uma floreira, alguns alunos desenharam as personagens e outros alunos pintaram-nas.

Foi um verdadeiro trabalho de equipa!

Veja as fotos aqui

Mar 07

Visita de Estudo ao Museu Calouste Gulbenkian

Exposição de José de Almada Negreiros
“Uma maneira de ser Moderno”

No passado dia 2 do corrente mês, os alunos do Curso Científico-Humanístico de Artes Visuais deslocaram-se ao Museu Calouste Gulbenkian, a fim de realizarem uma visita de estudo à exposição “José de Almada Negreiros, uma maneira de ser Moderno”.

A referida visita foi dinamizada por Celeste Duarte e organizada pelo Grupo Disciplinar de Artes Visuais, no âmbito das disciplinas de Desenho A, História e Cultura das Artes e Geometria Descritiva, pelo que os professores destas disciplinas acompanharam os seus alunos.

Do ponto de vista da sua utilidade, deve referir-se que esta exposição foi do maior interesse para alunos e professores, não só porque possibilitou o contacto com numerosas obras de referência da Arte Moderna Portuguesa, como também permitiu compreender a rotura com preconceitos instalados e sobretudo perceber o enfoque na mudança, através da arte.

A exposição, apresenta um número significativamente alargado de obras de arte, as quais utilizam linguagens pictóricas diferenciadas, temas por vezes recorrentes e diversidade de materiais, o que reflete a sua ampla experiência no campo das artes visuais.

Almada Negreiros, foi um autodidata, uma figura de proa da arte Portuguesa do século passado, multifacetada, cujo abrangente interesse ia da escrita às artes performativas (dança e teatro). Foi cenógrafo, figurinista, conferencista, desenhista e pintor. A conceção alargada de arte, motivou-o a explorar as mais variadas linguagens e suportes artísticos.

Uma das caraterísticas dos autorretratos é o traço exagerado dos olhos, através dos quais chega todo o conhecimento, sendo o interface para a apreensão do mundo. Dava assim supremacia ao sentido da visão, ao qual atribuía todos os fundamentos do saber.

Foi na arte que mais se projetou a sua identidade tendo sido incentivador da Vanguarda artística dos anos de 1910 mantendo uma forte presença na arte do séc. XX.

A obra de Almada Negreiros propõe uma reflexão acerca do que é possível dizer de nós, para lá da aparência.

A Arte Moderna é simbólica e propõe a afirmação de autonomia do artista, tendo este a responsabilidade de fazer acontecer a modernidade.

Em jeito de conclusão deixam-se as seguintes afirmações da sua autoria: “ Isto de ser moderno é como ser elegante: não é uma maneira de vestir mas sim uma maneira de ser”.

“Ser moderno não é fazer a caligrafia moderna, é ser o legítimo descobridor da novidade.”

“Os meus olhos não são meus, são os olhos do nosso século”.

Celeste Duarte

Veja as fotos aqui

Pagina 10 of 76« Inicio...89101112...203040...Fim»